Você sabe o que é branding?

Branding é a chave da produção de conteúdo e você vai descobrir o porquê.

O conceito de branding atualmente é muito distorcido. Acredita que aquilo que a maioria ensina por aí não é o branding verdadeiro? Por isso, te convido a desconstruir aquilo que você já sabe por alto e mergulhar no branding verdadeiro.

1. O que não é branding?

Branding não é sobre padronizar o conteúdo, não é sobre  ter feed “bonitinho” no Instagram e principalmente não é somente sobre identidade visual no geral, paleta de cores, logomarca, fonte, etc….

Isso é institucionalização do conteúdo, não é branding! Não funciona dessa maneira, pois nas redes sociais as pessoas buscam relacionamento, elas querem se identificar com aquilo que você pode passar de real para ela e não somente artes estéticamente organizadas como um flyer infinito.

Lembre-se: pessoas se relacionam com pessoas e não com instituições. 

A própria rede social foi criada com esse intuito, de pessoas se relacionarem com pessoas e quanto mais foco está na institucionalização de conteúdo, é mais comum que as pessoas se afastem do perfil por não se sentirem conectadas com aquele conteúdo.

2. O que é branding?

Primeiramente, branding não é o que você diz a seu respeito, mas sim o que dizem a seu respeito.

Branding é a percepção sobre o movimento que você faz. Por exemplo: Você não faz branding só para os negócios ou só para as redes sociais, mas sim, a todo momento na sua vida na roda de amigos, no clube, na academia…

Como as pessoas te percebem? Como você está sendo reconhecido? Trazendo isso para o seu conteúdo, marca, negócio, como a sua audiência te vê?

Exemplo básico e simples para que você compreenda é a coca-cola. Que não vende uma latinha com a marca, e sim o prazer e a felicidade que é consumir aquele produto.

Já percebeu que a Coca está sempre trabalhando com memórias preexistentes? A todo tempo traz em seus comerciais e anúncios, família reunida ao redor da mesa , festa, alegria e momentos de lazer que dentro de nós despertam algo que já vivemos.

Viu como a comunicação dela é reconhecida? Não é sobre ser mais uma marca de refrigerante e sim sobre fazer parte da história da vida das pessoas.

Olha como o branding é mais abrangente. Ele não se restringe jamais à estética da sua marca, e sim como ela pode ser relevante e causar uma experiência marcante no seu público.

Desde o momento inicial até o momento que se compra, é parte do branding.

3. Como transformar a experiência do meu cliente com o branding?

Primeira coisa que você precisa fazer é definir o seu propósito ou o da sua marca/negócio. Isso tem que estar na raiz do seu branding, e, muito claro na mente do seu público. 

Por exemplo, suponhamos que você seja um maquiador(a) profissional.  A sua profissão é fazer maquiagem, mas o seu propósito tem que ir além, como: 

Ser o melhor na técnica “X”, ter o melhor espaço de atendimento “y” e isso tem que de alguma forma promover uma experiência única para os clientes, levantar a autoestima deles, empoderar e fazer com que cada um se sinta especial.

Qual é o diferencial da sua marca/negócio? Essa pode ser a pergunta “norte” para você discutir o branding do seu produto.

4. Branding também é o relacionamento com o cliente

Nós temos a tendência de buscar em outras pessoas uma referência, um amigo(a), no geral, em um relacionamento, criar vínculo com a pessoa que seguimos.

Quando você foca somente no visual e torna o seu perfil muito estético e intocável, acaba afastando a sua audiência.

Pois, passa a imagem de que não é real! Ninguém está de bom humor todo dia, ninguém acorda maquiada, ninguém está sempre disposto a correr às 5h da manhã.

As pessoas se identificam com pessoas reais. A percepção que ela vai criar de você é que você é um “personagem”.

Até a linguagem que você usa nas redes sociais faz com que o seu público tenha identificação com o seu conteúdo.

Percebe que tudo se completa? Branding é o conjunto que abrange desde a identidade visual à linguagem de um conteúdo mais humanizado.

Por fim, mas não menos importante, você precisa ter claro as respostas de algumas perguntas: 

  • Qual sentimento você quer causar no seu público?
  • O que você pretende com as postagens que você faz nas redes sociais?
  • Qual a finalidade do seu trabalho no digital?

Tendo essas respostas concretas já é um bom começo para o seu branding.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *